domingo, 29 de julho de 2012

Meu primeiro salário ...

SUSTO INICIAL, meu primeiro emprego. Susto seguinte, participar de minha primeira reunião de professores. Acostumada a participar das reuniões de alunos, a escolha ali não era de quem seria o chefe de turma ou quem ficaria responsável pela sala, agora, eu era a professora, tipo A PROFESSORA, de verdade mesmo, daquelas que dá aulas e corrige inúmeros exercícios e é o centro de uma sala, e eu sorri, timidamente com seriedade que eu mais timidamente ainda não sabia ter e demonstrar, sorri de mim e de meu medo em demonstrar que estava assustada e que tudo aquilo era muito novo. Assim como este meu nome motivo para sorrir.
Susto três: banheiro dos professores. Não sabendo dominar com habilidade o meu primeiro pincel atômico, sujei-me toda, sujo-me ainda, e revertida de tinta, desço para ir ao banheiro limpar minhas mãos... Susto quatro, fui abordada com uma voz dizendo-me: "Ei Roberta, este banheiro não, você tem disponível o banheiro dos professores". Voltei incrédula, afinal, no que diz respeito a banheiros de escolas, eu só havia usado os banheiros fétidos e pichados com corações e diversos nomes, o dos alunos. Banhada de pensamentos, entrei no banheiro dos professores e comecei a sorrir, era normal como todos, na estrutura, mas no sentimento não, ERA O BANHEIRO DOS PROFESSORES (risos) bestificada olhei-me no espelho e sorrir de novo por ver o sorriso que estampava-se em meu rosto, tudo por estar no banheiro dos professores... Susto final, o de vocês, meu primeiro salário, gastei tudo em sorvete, é, sorvete, e tem investimento melhor? Tem gente que começa um emprego pensando no acúmulo, outros em bens materiais, eu não, eu pensei em sorvete, sorvete de abacaxi com cobertura de chocolate, meu primeiro salário... Sorvete!

Alegremente, *-*

-r.

Nenhum comentário:

Postar um comentário