segunda-feira, 8 de junho de 2015

Nossos filhos.
Eu e você.
Nossa pequena e simplória casa.
Meu pouco salário.
A pequena televisão de tubo que comprarei para assistirmos em tempos de copa o jogo do Brasil.
O resto do meu pouco salário, sorvete de abacaxi.
Luzes acesas no fundo da casa, uma pilha de livros ao qual possivelmente estarei mergulhada.
Luz baixa, nós fazendo amor.
Luz clara, o dia nascendo.
Luz alguma, esqueci de pagar a luz.
Luz de velas.
Um rádio a pilha tocando "A noite - tiê"
Algumas brigas, muitas brigas, tantas brigas que terminam em luz baixa, nós fazendo amor.
Luz alta, me olho no turvo espelho e vejo, meu Deus, tenho 30 anos, cresci!

- roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário