segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Eu meio que acredito sabe? Acredito nessa coisa de que quando a gente vira gente grande, com um tiquinho também grande de esforço, se tem um emprego legal, e se tem uma casa pequenina, porém confortável, com quadros de Tarsila do Amaral. 
E Se tem dois cachorros e um gato, todos os três vira-latas, e se tem uma casa na árvore no quintal, porque se tem dois ou três filhos, porque também se tem alguém. E esse alguém é meio que um pedaço do todo do outro lado de ti, te completa como o olho esquerdo alinha o direito, te apoia como a perna direita ajusta a esquerda, e te faz companhia todas as noites em noites, e se chove e faz frio se tem filme e pipoca, ou historinhas de terror com os dois ou três filhos, ao lado dos dois cachorros e do gato que estão morrendo de medo do trovão que brada no cair da noite de chuva, e se tem depois céu estrelado,
 Se tem filhos dormindo, cada qual em seu quarto, e os dois cachorros e o gato procurando no sofá da sala o seu lugar mais confortável e favorito, e se tem alguém, aquele alguém, que após você rezar um pai nosso, 
desligar o abajur, 
dá um beijo no rosto 
deseja boa noite, 
e diz, 
eu te amo.

sempre contigo,

b

-roberta laíne.

Um comentário: