terça-feira, 9 de setembro de 2014

Às vezes eu me sinto tão sozinha mais tão sozinha que parece até que a solidão mora aqui perto de casa, as vezes acho que ela mora mesmo é em minha casa, na da vizinha, na vizinha da frente, na vila perto de minha casa, na casa dos altos da rua principal,  no comércio do centro, na farmácia da esquina, no mercado do seu Pedro, na floricultura da Maria e na porta do meu mundo, da minha vida.

-roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário