quarta-feira, 16 de maio de 2012

Teu perfume barato.



E então resolvi caminhar, pois estava banhada de insanos pensamentos em como te esquecer, quando de repente, um transeunte passar por mim e consigo traz o teu perfume, teu primeiro perfume, de flores de maio de quando tudo começou. Ah se eu pudesse pará-lo e dizer, banhe-se já! E retire esse perfume que não é seu! Mas que loucura seria, bem mais insano que meu banho de pensamentos, pedir pra alguém retirar um perfume que intitulei seu, ora francamente, perfume seu.. pensando bem.. Isso! Era exatamente isso! Descobri tudo, barato! Teu perfume era barato como teu amor, pois todos os tinham e eu fui mais uma de tuas bobas que me deixei inebriar por teu perfume barato que inundou meu coração, mas que hoje cheira a decepção de maio.. como fui tola. Acreditei em teu perfume barato!

- roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário