quinta-feira, 15 de março de 2012

I believed ..

E o pior de tudo é saber que eu acreditava em você. Acreditava na tua capacidade de secar essa roupa molhada com a intensidade dos raios do sol. Acreditava que se um dia alguém te pusesse na lama, você tomaria banho de chuva, abriria teu mais humilde sorriso e recomeçaria tudo outra vez. Acreditava que em dias de tempestades você chegaria todo molhado na porta de minha casa só para dizer que veio me proteger; e eu acreditava, acreditava na tua capacidade de revolucionar o mundo com tua bondade, acreditava que quando eu mais precisasse do som de tua voz, você diria que me amava. Acreditava em te dar filhos, em nossa casa. Acreditava na minha morte que por obrigação teria que ser primeiro que a tua, pois aqui sem ti nada faria sentido, e eu acreditava. Acreditava em você, acreditava em mim, acreditava em mim e você juntos, assim formando um só, eu acreditava em tudo isso, porque no final das contas, eu acreditava no teu amor ..

-roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário