quinta-feira, 21 de junho de 2012

Até ..

Até o teu silêncio é libido para o meu corpo, que docemente grita por um beijo teu, Até teus olhos sorriem com os meus lábios, que sinestesicamente sentem o cheiro das tuas palavras, poucas longínquas palavras, algumas sem aroma algum, Até as gotas de tuas lágrimas eu escuto bradejar ao longe, seja quando caem ao chão, ou quando transcorrem sobre teu rosto, alertando-me quando triste tu choras. Até tua pouca voz, em teus perfeitos monólogos solitários, intimamente entram em contato com os meus ouvidos dando-me um doce dom: o de perceber o que exatamente você quisera dizer, ou balbuciar. E Até os lindos fios de teus cabelos, quando de encontro ao vento, me trazem o cheiro de primavera, que teus olhos constantemente exalam em cor de sol .. Até.

- roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário