sábado, 9 de agosto de 2014

Nomes.

Eu disse para Brenda que, amanhã seria o dia que eu daria um presente para papai. E que isso seria a coisa mais fácil do mundo, pois Ele gostava de tudo, do tipo tudo e qualquer coisa! Até se eu desse uma pedra embrulhada ele sorriria e amaria o presente... Porém, amanhã será o dia em que eu ficarei só em casa, a família inteira sairá, mas eu não irei, eu nunca vou, a dor precisa ser sentida ...
Na verdade não ficarei só, pois o Beto também não irá, mas o Beto não conta. Ele só aumenta a saudade de papai, ele ronca como o papai e ao andar emite o mesmo barulho que papai, o Beto é o filho quase cópia de papai, e para completar ainda tem a mesma tranquilidade que papai!
Amanhã será eu e o Beto sozinhos nessa casa, e não sei exatamente se ele lembrará de papai, mas sei que onde quer que eu ande ou qualquer objeto que eu toque eu lembrei dele, e até mesmo se eu aquietar-me em meu quarto e tentar dormir, possivelmente o Beto se levantará para ver algo e quando isso acontecer eu irei me assustar, e mais uma vez ouvirei ele emitir os mesmo ruídos, em pleno dia dos pais, de papai.

- roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário