domingo, 25 de setembro de 2011

Diária de um coração fracassado




Meu querido diário, hoje e como todos os dias desde que você se foi encontro-me sem forças, não consigo mais me mover, há algum tempo de tanto meu peito doer resolvi parar de respirar, parei de viver. O que mais me motivava a estar viva era você, mais aonde está você? Bem, você se foi muito antes que eu pudesse te entender, se foi muito antes que eu aprendesse a cozinhar e fizesse algo pra você comer, se foi antes que eu aprendesse a tocar piano e compusesse uma linda canção para você, se foi e não me deu tempo de dizer ao menos adeus, se foi e não lutou por mim nem metade do que por ti lutei, se foi e não me deixou seu novo endereço ou telefone, se foi e não quis mais me ver, não quis resquício do meu amor, será mesmo que só te fiz mesmo sofrer? Sei que você deixou as flores que te dei murchar, sei que não rega mais aquele vazinho que continha uma flor branca que eu chamei de "nosso paz", sei que os poemas que a ti escrevi você resolveu todos amaçar, sei que as canções que para ti cantei você resolveu nunca mais escutar, decorou outras, não quis mais de nenhuma maneira de mim lembrar, sei que a pedrinha que dei de um mês de namoro você a perdeu e não se deu o trabalho de procurar, sei que nosso anel barato de "casamento" você deixou esquecido por algum canto da bagunça de seu quarto, você não esperou-me para casar, você não quis, você se foi e não disse ao menos "minha pequena a vida foi cruel, mas você não imagina o quanto te amei". Não, você não deixou um bilhete, nem me ligou, não me enviou aquela mensagem de boa noite, você não se preocupou. Não, eu não estou bem, não vou mentir pra você, venho respirando forçada e as crises sempre me veem com frequência, era você que tanto me cuidava e acalmava, mas você se foi, agora digo a mim mesma que vai passar, digo ao meu psicológico que tenho apenas que dar tempo ao tempo, e vou dando, mas será que esse tempo nunca irá chegar? Me diz? É verdade o que todos dizem? Por que falam mal de você? Por que não me deixaram apenas te amar? Por que foram maldosos comigo? Por que insistiram em me magoar? Por que te acusavam e jogavam pedras em ti? Por que dói sem cessar? É verdade o que todos dizem, que com menos de um mês você encontrará outra pessoa e o amor que sentia por mim irá acabar? É verdade tudo isso? Você não vai mais voltar? Por que não se disponibiliza a abandonar o que tanto me mata? Por que tem medo de me amar? Eu sou tão ruim assim? É o meu jeito de amar? ... Por que ? ... meu querido diário, te finalizo com essas perguntas, e não me venha dizer que o tempo irá me curar, estou cansada do tempo, estou cansada de esperar, boa noite diário, preciso agora apenas limpar essas lágrimas que te borraram as páginas, me desculpe, mas não me contive, mas nem preciso me explicar, só você sabe que depois que meu amor se foi, troquei todos os meus sorrisos por lágrimas.

Meu querido diário, muito obrigada por você ser o único que ainda me escuta, pois todos pensam que eu já esqueci, mal sabem que é a coisa que eu mais  lembro todos os meus dias  ..
- roberta laíne.

4 comentários:

  1. Parece que tu pegou tudo o que passei e resolveu, sem piedade, colocar em palavras totalmente diretas. Você bem sabe, como eu, o quanto é difícil. E não deixe de escrever. Nossas palavras nos curam, pode ter certeza. E eu sempre vou ler as tuas e chorar a cada final de texto.

    ResponderExcluir
  2. ow ow minha grande tata, é thais, só eu sei o que você passou por amor, e só você sabe o que o amor já me fez e faz passar, sim! nunca deixaremos de escrever, pois é o momento que em que eu mais acalma minha alma. Coisa mais linda do mundo chorando no final dos meus texto >< o peito dói de saudades tuas minha tata !

    ResponderExcluir
  3. >< foi feito em lágrimas mesmo por não entender certas coisas e ter que pôr uma serie de Por quês... Obrigada por ter lido Juh '-'

    ResponderExcluir