quarta-feira, 5 de novembro de 2014

É. Parece mais o holocausto novamente. Está impossível viver...
Ando sem forças para estudar com essas situações sociais, espirituais e climáticas! Veja por exemplo, às vezes estou estudando e me sinto desestimulada devido ao calor que ando sentindo. A terra está com febre, já não suporta mais! Vendo a situação de São Paulo com os índices recordes de reservatórios abaixo do nível, chego a pensar que nem um chuveiro gigante, para dar um banho na terra antes de dar-lhe qualquer remédio para febre, poderia ajudá-la. Pobre acamada que rotaciona sem forças...
E pode até parecer besteira, mas realmente esse calor me desestimula a estudar, pois paro banhada de suor e fico imaginando que talvez não terei minha casa, cachorro e gato e meu alguém ao meu lado; Pois, como vou construir tudo isso com essa febre do nosso planeta? E quando ele convulsionar?
Pessoas ao nosso redor fazem o mal. Pagam o mal com o mal. O amor anda praticamente comprável. Aquele tipo de coisa que jamais pensaríamos achar numa loja de roupa e sapatos, agora se compra; Deus, a que ponto chegamos! Quem tem seu amor verdadeiro que tranque a porta de sua casa e vivam secretamente, porque de amor o mundo não mais entende.
Ganância. Ganância. Ganância! Espíritos maus ao nosso redor. E uma guerra social onde as pessoas agora simplesmente morrem. Não é mais um acontecimento: MORREU! Não, a morte virou comum como a vida e o pior a vida virou comum. Nascimentos e mortes viraram comuns nada de acontecimentos. A não ser servir de grãos que alimentam uma mídia faminta por mostrar imagens e  vídeos de sangue a escorrer pela sargeta do mundo. Sangue do que costumávamos chamar - seres humanos ..

- roberta laíne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário