quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Escrever para ti... Escrever para ti por quê?
 Cartas para ninguém, 
Você se esconde, 
Você não ler;
 Você não lembra de minha existência, 
Ou se lembras, 
Lembras de se esquecer...
Escrever para ti por quê? 
Quantos versos a mais tu roubarás de mim sem merecer? 
Tu leres? 
Tu vês? 
Sabes tu o quanto eu amo você? 
Escrever para ti para quê? 
Tu te vais de mim como vento em campina, 
Foges de mim como álcool em tampa aberta, 
E na hora de  escutar, 
De eu dizer, 
O eu te amo já evadiu-se no ar, 
Já fostes embora há tempos em que eu não pude ver; 
Então para quê? Para quê escrever a você? 
Se leres não te comoves, se te comoves por quê não vês? 
Te pedir para ficar comigo se tornou água, 
E se um dia tu leres isto,
Apenas empilhará junto a todas as coisas que um dia escrevi a ti, 
Por que amar, tu não me amas não!

- roberta laíne.

2 comentários:

  1. O que fazes aqui após quase um mês desde o dia dessa postagem? ... Tu não me amas!

    ResponderExcluir